Ecodesign com madeira descartável

Notícia de 16/6/2014

 

Imagina uma matéria prima renovável, bonita, resistente, durável, e que além de ecologicamente sustentável é fonte de criação para seis grandes designers brasileiros. Pode até parecer impossível, mas esse é o projeto da madeireira Madeibor, que usa Seringueiras como uma nova opção de madeira.

Considerada um produto não madeireiro, a Seringueira está presente no Brasil desde o século 19, sendo utilizada na produção do látex e da borracha natural. Apesar de ser novidade no país, a indústria asiática moveleira já utiliza a Seringueira como madeira há mais de vinte anos.

Idealizada pelo produtor Fernando Genova, que após seis anos de pesquisa e viagens por países asiáticos criou a Madeibor, o uso da seringueira como madeira foi aderida por seis renomados designers: André Cruz, Zanini de Zanine, Jack Fahrer, Sérgio Fahrer, Fernando Jaeger e Paulo Alves.

 

Projeto Seringueira

Conhecidos por trabalhar com materiais ecologicamente correto, o surgimento de uma nova matéria prima sustentável foi comemorado entre os talentosos designers, que não mediram esforços para criar belíssimos moveis.

 

Banco 1

Bancos de André Cruz

 

Banco 2

Banco de Fernando Jaeger

 

Banco 3

Namoradeira de Paulo Alves

 

Cadeira 1

Cadeira Charles Miller de Sérgio e Jack Fahrer

Banqueta

Banqueta de Zanini de Zanine

 

Depois de completarem o seu ciclo na produção de látex e borracha natural, as árvores tombadas eram usadas como lenha. O seu reaproveitamento além de diminuir o desmatamento, contribui para evitar a exploração predatória de espécies nativas.

A seringueira é uma matéria-prima sólida e lisa que aceita diferentes acabamentos e tingimentos, podendo ser reaproveitada na criação de pisos, laminados, brinquedos entre outros.

 

Fonte: Sustentarqui 

 

Ainda nenhum comentário.

Deixe um comentário