Inovadora construção ecológica no Senegal

Notícia de 23/6/2015

 

Construção ecológica no Senegal combina materiais e costumes locais com design e geometria inovadora:

O Centro Cultural Thread tem materiais naturais e tradicionais; como a palha, o bambu e o barro, mas sua forma foi desenvolvida através da parametrização, uma das mais avançadas tecnologias de projeto.

Centro Cultural

Centro Cultural - foto 2

Centro Cultural - foto 3

O projeto foi desenvolvido de forma colaborativa, apoiado pela fundação Josef & Anni  Albers que convidou a arquiteta japonesa radicada em Nova Iorque, Toshiko Mor para projetar o edifício. Seu processo construtivo foi supervisionado pelo líder local e um dos idealizadores do centro, o Dr. Magueye Ba, junto com engenheiros senegaleses.

Moradores e pedreiros locais forneceram seus conhecimentos de como trabalhar com os materiais locais, enquanto a arquiteta inovou na aplicação desses materiais em uma nova geometria, criando uma estrutura espetacular, com um grande vão livre, que protege o povo da aldeia da chuva e do calor intenso. Como um dos exemplos dessa fusão de técnica vernacular com novo desenho; as paredes de tijolo perfurado que incorporam uma tecnologia local para circulação de ar, tomaram nova forma, projetadas por Toshiko.

 

Centro Cultural sendo construído

 

Mas o exemplo mais surpreendente desta mistura colaborativa é o telhado. Construído em palha, um costume local, foi desenhado para captar a maior quantidade possível de água da chuva. O sistema de captação e armazenamento é capaz de fornecer aproximadamente 40% da demanda anual dos mais de 700 moradores do entorno. Além dos benefícios de maior acessibilidade à água, o sistema reduz os riscos de contaminação em comparação à prática de captação local, em poços.

 

Detalhes Projeto - Centro Cultural

Outra foto - detalhe

Pátio central - Centro Cultural

 

Localizado em Sinthian, uma vila rural em Tambacounda, na região sudeste do Senegal, o espaço também abriga artistas de todo o mundo que queiram viver e trabalhar no local. A missão do Thread é dupla: permitir que artistas estrangeiros tenham acesso às matérias-primas e a cultura encontrada nesta área, raramente visitada; e usar a arte como um meio de desenvolver ligações entre o Senegal rural e outras partes do mundo.

Senegal rural

 

Apesar de ter apoio e a participação de estrangeiros na idealização e no projeto, é um edifício construído inteiramente pelo povo de Sinthian, para o povo de Sinthian, com exceção do desenho, nada veio de fora do vilarejo. Sua finalidade mais comum será como um centro cultural e fonte de água para a aldeia; e os artistas serão seus convidados. Este inovador projeto já ganhou um prêmio AIANY e foi selecionado para a Bienal de Veneza de 2014.

Foto interna 1

 

Fotos internas - Centro Cultural

 

Foto interna 3

 

Fonte: Sustentarqui 

1 Response

  1. Sensacional...

Deixe um comentário