Pegada Ecológica

Todo profissional envolvido com urbanismo e/ou construção civil precisa saber o que significa este conceito e sua relação com a prática da permacultura, sabendo aplicá-lo (neste caso, reduzindo-o quanto possível) em seu cotidiano nas diversas atividades realizadas no trabalho, lazer e moradia.

art-pegada-ecologica-img1

A pegada ecológica de um país, de uma cidade ou de uma pessoa, corresponde ao tamanho das áreas produtivas de terra e de mar, necessárias para gerar produtos, bens e serviços que sustentam determinados estilos de vida. Em outras palavras, a pegada ecológica é uma forma de traduzir, em hectares (ha), a extensão de território que uma pessoa ou toda uma sociedade utiliza, em média, para se sustentar.

Para calcular as pegadas é preciso estudar os vários tipos de territórios produtivos (agrícola, pastagens, oceano, florestas, áreas construídas) e as diversas formas de consumo (alimentação, habitação, energia, bens e serviços, transportes e outros). As tecnologias usadas, os tamanhos das populações e outros dados, também entram na conta. Cada tipo de consumo é convertido, por meio de tabelas específicas, em uma área medida em hectares. Além disso, é preciso incluir áreas usadas para receber os resíduos gerados, reservando uma quantidade de terra e água para os próprios ecossistemas (reino mineral, flora e fauna), garantindo a manutenção da biodiversidade.

Conforme o resultado destas tabelas, pode se fazer necessária a diminuição de determinado tipo de pegada (exemplo: pessoa que utiliza muito o carro, gerando monóxido de carbono - CO). Neste caso, há medidas alternativas como usar uma bicicleta (se houver ciclovias na cidade) ou o transporte coletivo municipal, se este não for ineficiente.

Na Internet, há endereços eletrônicos que fazem a medição da pegada ecológica de cada pessoa, empresa, cidade ou outra entidade que envolva agrupamentos humanos. Monitoramento é a palavra chave na aplicação deste conceito, tendo como objetivo final a redução dos impactos ambientais gerados pela pegada.

 

Composição da Pegada Ecológica

Terra Bioprodutiva: terra para colheita, pastoreio, corte de madeira e outras atividades de grande impacto.

Mar Bioprodutivo: área necessária para pesca e extrativismo.

Terra de Energia: área de florestas e mar necessária para absorção das emissões de carbono.

Terra Construída: área para casas, construções, estradas e infraestrutura. Áreas de terra e água destinadas à preservação da biodiversidade.